Seguidores

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

MINISTÉRIO DA ACOLHIDA



www.google.com


 Serviço de acolhida no Grupo de Oração


 A Equipe de Acolhida do Grupo de Oração faz parte do Ministerio de Comunicação Social. O Serviço de Acolhida é um elemento constitutivo de evangelização que revela o coração de Jesus cheio de misericórdia e de esperança.
Assim como Deus nos acolheu como filhos pelo batismo e outras graças, devemos acolher os irmaos. Jesus foi o primeiro e grande acolhedor do Novo Testamento. O Seu amor trabalhava com o carater de cada um.
Jesus,  o missionário,  sai à procura das pessoas
Há necessidade de sair,  ir a campo,  como Jesus. Usar sua criatividade para atrair e conquistar os católicos que se afastaram da pratica religiosa. Esse é o principal objetivo da Equipe ou Serviço de acolhida do Ministério de Comunicação, atrair e conquistar cada vez mais a comunidade, cultivando o sentido de que somos uma grande família.
Não se trata de mais um movimento, que eventualmente ficasse na porta da igreja para receber fiéis com carinho e fé, ou dar boas vindas e criar em torno deles um ambiente de bem-querer,  não se limita somente a isto, mas é tambem ir à àquelas pessoas que, por uma razão, ou outra, não se aproximaram de nós. Ninguém nos pode ser estranho ou excluído. Nesse sentido, entende-se que evangelizar é acolher.
O espírito da acolhida deve permear todos os ambientes da Igreja, privilegiará os afastados e os que mais necessitam de carinho. O Serviço de Acolhida começa em casa, entre os familiares;estende-se aos vizinhos, aos membros da comunidade e vai mais longe, para atingir os irmaos de outras confissões religiosas,  os afastados, os tristes, os sofredores. . . Ë o amor que não tem limites.
Mas a convivência humana não é sempre pacífica. Envolve tensões, ofensas e até traições. Por isso exige não só compaixão, como também perdão. Cada irmão que se propõe a estar no Serviço da Acolhida em um Grupo de Oração precisa ter a certeza no coração, de que cada pessoa que ele acolhe é o próprio Jesus que nele se manifesta de maneira concreta, para que aquele que chega, possa sentir o amor de Deus.
O acolhedor faz o que Jesus pediu que fizessemos:
Acolher:  que significa admitir em sua casa ou companhia, receber bem, hospedar, amparar no sentido de prestar auxílio e sustentar na queda, preservar, apoiar.
“Todos nós precisamos aprender a acolher do jeito de Jesus.” Jesus não olha o pecado, mas o pecador,  e agindo assim, ama aquele que chega, ao ponto desse amor transformar a vida daquele que foi acolhido.
Força irmãos, na acolhida da nossa Santa Igreja Católica Apostólica Romana que sempre foi guiada pelo Espírito Santo e que suscita nos seus membros um novo ardor e novos métodos de evangelizar. O Serviço de Acolhida do Minístério de Comunicação Social se assemelha a um cartão de visitas de nossas comunidades de nosso Grupo de Oração.
À Luz da Palavra
“Em verdade Eu vos declaro: todas as vezes que acolhestes a um desses meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes” ( Mt 25, 40 b )
No versículo acima está toda a inspiração e animação para participarmos da Equipe de Acolhida. Devemos ver no irmão o próprio Jesus Cristo. A acolhida é o momento onde a pessoa é convidada a abrir seu coração para o que Deus quer falar.
Para o correto exercício desse precioso serviço dentro da Igreja dever-se-ia ter em conta as seguintes orientações:
Número de Participantes
O Serviço de acolhida não requer muitas pessoas, mas sim poucas que sejam comprometidas com o serviço que desempenham. Na maioria das vezes ele deve ser proporcional ao número de portas onde é realizado o Grupo de Oração. Nenhuma porta onde os as pessoas possam entrar deve ficar sem um servo da acolhida. Em cada porta é ideal que se tenham dois servos. Sendo assim, mesmo com a chegada de várias pessaos ao mesmo tempo, será possível dar boas vindas a todos. Não é interessante que se tenha mais de dois servos por porta como se fosse um corredor, esse tipo de procedimento pode se tornar constrangedor para uma pessoa mais tímida.
Como Acolher?
O ato de acolher parece ser muito simples, porém deve ser realizado com muita atenção. Devemos acolher todos de forma igual, não fazer acepção de pessoas:  lembremo-nos do que dizia S. Tiago. . . “vossa fé em nosso Senhor Jesus Glorificado não deve admitir acepção de pessoas. . . se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado. . .” ( Tg 2, 1-9 )
No entanto, a forma de acolhermos a cada um que chega deve ser diferente. Isso porque cada pessoa que chega é diferente e consequentemente terá uma reação diferente mediante a acolhida. Para isso é preciso uma grande sintonia com Deus e o Espírito Santo, para que Ele o inspire o modo que deverá acolher a cada participante do Grupo de Oração.
Outro ponto importante é que devemos estar atentos às pessoas que participam pela primeira vez. Deve-se mostrar que apesar de desconhecida, esta pessoa é muito bem vinda ao Grupo, portanto deverá se sentir à vontade. Afinal de contas, essa é uma  grande missão do servo da acolhida: fazer com que a pessoa que chega se sinta totalmente à vontade na casa de Deus, como na Parábola do Filho Pródigo (Lc 15, 11-32 ). O Pai acolhe com toda alegria em seu coração o filho que chega de uma vida atribulada pelo pecado.
Procure variar na sua forma de acolher. Acolha a pessoa, abrace, se for o caso aperte a mão, e fale alguma coisa. Nunca fale apenas “A paz de Jesus e o Amor de Maria”, vá além disso, pergunte se a pessoa está bem, fale que está feliz por ela estar alí, que ela é bem vinda ao Grupo de Oração. Use os carismas para acolher, deixe ser guiado pelo Espírito Santo de Deus.
É importante lembrar que um abraço caloroso é bem diferente de um abraço que aperta e espreme a pessoa. Isso pode deixa-la constrangida. Abrace de forma dócil e amável.
Muito Importante
Todos os servos do Grupo de Oração devem ter um sorriso no rosto, mas voce, ministro de acolhida,  deve ter este sorriso constante. Se por algum motivo voce não está bem no dia do Grupo, é melhor ficar junto da assembéia e exercer o seu misitério em outra oportunidade.


Dicas


Os Atrasados... Os Adiantados...
Quando alguém chegar atrasado, acolha a pessoa da mesma forma com que acolher as que chegaram no horário. O contrário também deve acontecer. Todo grupo tem alguém que chega muito tempo antes. Ao invés de voce dizer; “Nossa, chegou cedo demais”, diga: “Que bom que voce chegou cedo, é bom que ficará mais tempo conosco!”
Quando alguém chegar e o grupo já está cheio, voce deve ser responsável por acomodar a pessoa em um lugar. Principalmente quando a pessoa parece meio perdida ou quando alguem já é idoso e tem dificuldade para arrumar um lugar para assentar.
ISSO É TRABALHO SEU!
“As Pessoas Sumidas do Grupo”
Voce deve estar atento também para perceber as pessoas que estão “sumidas” do Grupo de Oração. Se isso acontecer, voce em vez de perguntar por que ela sumiu, deve demonstrar que todos do Grupo perceberam e sentiram sua ausência.
Quando Voce Deve Começar a Acolhida?
Na maioria das vezes, a acolhida começa 30 minutos antes do início do Grupo de Oração.
Porém, o ideal é que a partir do momento em que começam a chegar pessoas no Grupo os servos da acolhida já estejam a postos para receber a todos.
Aparência e Roupas no Serviço da Acolhida
Como todos os servos do Grupo de Oração, voce deve estar com uma roupa que seja adequada e confortável. Evite roupas extravagantes e que possam constranger outras pessoas.
EVITE TRATAR AS PESSOAS COM GÍRIAS OU ESPRESSÕES QUE POSSAM CONSTRANGER, PRINCIPALMENTE OS NOVATOS.
Acolhida no Grupo de Oração - Passo a passo


Identificação
Consiste em identificar a pessoa que está chegando ao Grupo de Oração. Se for alguém que sempre participa das reuniões, se é um novato ou se é uma pessoa que está  há muitas semanas sem aparecer. É difícil realizarmos uma boa acolhida se não identificamos a pessoa que estamos acolhendo. Com esta etapa bem feita poderemos passar para as proxímas com mais segurança.
Recepção
Alegria: se como diz o ditado “uma gota de mel atai mais moscas que um tonel de vinagre” é certo que um sorriso tem o poder de desarmar corações e criar um belo clima amistoso e simpático. Quando a pessoa está se aproximando da porta e recebe um sorriso aberto e acolhedor todo o restante do processo de acolhida será realizado com maior facilidade.
Ato
Receber as pessoas como ao Senhor. Talvez um dia, para nosso encantamento, ouviremos de Jesus o elogio: “Eu precisei de uma informação na igreja e tu me fornecestes com tanta atenção e amor!”
O ato de acolher propriamente dito consiste nun caloroso abraço à pessoa que chega. Muitas vezes, um simples abraço já é o suficiente para que uma pessoa possa sair do “fundo do poço”. Este é o seu papel, pense nisto e seu abraço será muito diferente.
Empolgação
Pode ser escrita ou oral.
Escrita: é representada pelas lembrancinhas e cartõezinhos, eles podem ser entregues no momento que a pessoa chega ao Grupo de Oração ou no momento da saída, dependendo do sentido que irão ter.
Oral: é representada pelas famosas frases prontas que geralmente “desejamos” à pessoa que chega ao Grupo. Devemos ser originais, procurando falar coisas espontâneas, que irão manifestar nosso acolhimento à pessoa que chega. Variar o que fala e falar com o coração é algo bem interessante para ser feito.
Direcionamento-Cadastro dos participantes
A acolhida não para na porta. O ministro da acolhida não termina seu trabalho depois que já acolheu a todos. O trabalho está apenas começando. Voce é um dos responsáveis para que as pessoas que vão ao Grupo de Oração continuem participando dele.
É interessante fazer um cadastro de todas as pessaos que são fiéis ao Grupo com endereço, telefone, data de nascimento, etc. Isso facilita o contato com a pessoa e pode ajudar no caso de um “sumiço”. Esteja sempre atento. Quando voce sentir a ausência de alguém, é bom mandar uma mensagem ou telefonar para mostrar que o grupo sente a falta da pessoa. É também aconselhável enviar cartões no aniversário dos participantes, mostrando que o Grupo de Oração também se lembrou deles.
Algo que funciona muito bem é organizar um calendário de aniversariantes do mês para o envio de cartões e até para o mural de avisos. Datas inportantes não podem ser esquecidas, como dia das mães, dia dos pais, dia das crianças, dia do padre, que devem ser lembradas pelo ministro da acolhida para que o Grupo de Oração se faça presente junto a essas pessoas.
Acervo de Cartões e mensagens, desenhos, para estar sempre renovando as lembraçinhas que serão oferecidas. Procure criar coisas novas, diferentes originais, retratando a imagem e o carisma do seu grupo. Lembre-se: quem manda a mensagem é  o Grupo de Oração e não voce. Mande em nome do Grupo.
Comunique e acolha. Acolha e comunique. Estaremos assim, atendendo ao pedido de Cristo. “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” ( Marcos 16, 15 )
Use meios de comunicação social,  como rádio, televisào, jornais e informativos, e a internet, para contribuir que a palavra de Deus seja anunciada a um número maior de fiéis.
Fonte:
Ministério de Comunicação Social - RCC  Brasil
Ministério da Acolhida Renovação Carsimática Católica (Grupo de Oração Ruah)  Igreja São Tarcísio Framingham, Ma- EUA.
http://rccboston.com

 http://gifsyfondospazenlatormenta.blogspot.com/


Nenhum comentário:

Postar um comentário